sexta-feira, 28 de julho de 2017

Homem Livre


Olá Blogosfera, finalmente voltando às postagens, chegou na semana passada o gabinete de computador novo que com muita paciência negociei, o último deu perda total após um incidente, que foi o motivo da minha ausência, esse último semestre foi terrível para mim, não tava indo bem na faculdade e tranquei para pôr a cabeça no lugar, acabei ficando sem motivação para manter a frequência na musculação e outros exercícios físicos regulares, no meio disso, meu pc quebra com todos meus dados de planilhas de evoluções por cota e uma lista de empresas que eu passei horas fundamentando, terei que usar as informações das postagens antigas para recomeçar.

Sobre gastos, nesse ano os maiores prejuízos foram com familiares e na compra do pc, ajudei na reforma da casa da minha mãe com 2k, com a compra de um gabinete por 1,7 (embora haviam mais baratos, esse tem o custo/beneficio que me alegrou, não adianta querer economizar demais consumindo coisas de má qualidade, sem falar que sou do tipo que só compra depois que quebrar) e minha mãe novamente, dessa vez com problemas de saúde e precisou me emprestar 1k para fazer alguns exames, embora o pobreta discorreu certa vez a respeito de gastos com parentes doentes no seu blog, expressando o efeito negativo no aporte, eu não tenho "sangue de barata" e frieza para negar tal ajuda, mesmo ela falando em devolver mais a frente, emprestar para um familiar é praticamente uma doação rsrsrsrs. Resumindo, tive quase 5k gastos com imprevistos nesse semestre.

"começou comprando errado" (tipo de marca dos mão-fechada).

Bom, agora falarei sobre o porquê do título dessa postagem, sem meus dados de análises de ações, não aloquei aportes que foram acumulando na conta corrente bancária, sei que não é aconselhado dinheiro parado, mas decidi deixar até refazer minhas análises, chegando a 8k de aporte nesse mês, comecei a pensar em formas de aliviar minha tristeza, percebi que certas dívidas me incomodavam, mesmo solvendo sem problemas, pensei logo naquela estória de por os problemas numa caixinha e jogar no mar, o que seria isso na prática? Solver os montantes das obrigações e esperar que isso reflita em um sentimento de paz em minha mente, teria mais vantagens financeiras alocando o aporte, mas a questão aqui não é ganho em finanças e sim paz interior.


Dívidas que me assombram, que me fazem sentir um fracasso e lembram dos momentos ruins que passei anos atrás. A primeira é um empréstimo consignado, 07 parcelas de R$550,00, muitas vezes no meu tempo de bonobo baladeiro, quando não tinha de onde tirar pra minhas farras e quando me envolvi num acidente que trouxe prejuízos materiais, ia ao banco pra me endividar mais ainda, olhar todo mês no contracheque o desconto, estraga meu dia. Segunda é o Cartão de Crédito, montante soma 930 temers, essa porra chegou em momentos alarmantes, no passado uma fatura chegou a ultrapassar 2k, sem falar da anuidade abusiva que está hoje. Terceira é um Financiamento Estudantil (Fies), no começo do curso tava em aperto ainda, usei o financiamento por três semestres e parei de renovar quando equilibrei as contas, embora os juros sejam baixos, é incomodante saber que terei que pagar depois da formatura em muitas parcelas, sem falar que trimestralmente tenho que pagar uma taxa contratual, o montante é quase 5k. Então a ideia é pegar o aporte e me livrar de tudo isso, como um homicida enterra uma vítima, eu vou enterrar esses males.



Primeiro a procurar quitar foi o empréstimo na folha, não tive problemas, mas teve um detalhe, das sete parcelas só as seis seguintes poderiam ser quitadas, teria que olhar só mais uma vez isso no meu contracheque, mas foi de boa, as seis parcelas somavam R$3.300,00 e tive o desconto de R$250,00 para quitar, a partir de Agosto não terei vestígios desse assombro.

Cartão de Crédito foi através do telefone, problema do telemarketing é que estão separados em setores, imagine se você fosse às compras do mês, fez aquela lista e tal, mas tem um problema, no supermercado não tem tudo que você quer comprar, na verdade, existem vários supermercado, cada um responsável por um tipo de produto, um vende só carne, outro só materiais de limpeza, outro só bebida, outro só alimentos não perecíveis, etc. Logo, terá que entrar, estacionar, escolher o produto, pagar, sair e entrar em outro supermercado pra fazer a mesma coisa, chato né? mas é assim nos serviços de atendimento, setor pra adquirir, setor pra reclamar, setor pra cancelar... Grrrrrrrrrrrrr! Tá, voltando ao assunto, eu queria dois procedimentos: cancelar o cartão e quitar todo o montante que devo (930 Joesleys), o primeiro atendente falou que que só poderia cancelar o cartão e que eu teria que ligar para outro número para o adiantamento dos valores parcelado, beleza até aí, cancelei e a partir daquele momento não poderia usar para compras e estava livre de anuidade (que legal), agora a parte de solver tudo que problematizou o plano.


Ao tentar o outro setor, o contato informava, através daquelas vozes gravadas, que a chamada não poderia ser feita da região em que estou (xenofóbicos do crl), tentei outro número, outra voz informando que eu não poderia usar celular para tal ligação, Grrrrr onde acharei um orelhão por aqui? Já com uma ira prestes a entrar em meu coração, tive que refletir o que realmente mais importa, então vou decidi por deixar rolar 05 meses que liquidarão esse passivo da minha vida.

Sobre o Fies, percebi que estava com pouco dinheiro disponível para a solvência desse contrato, então decidi por aguardar a entrada do salário do mês e na próxima semana conversar com um gerente do banco. Do ponto de vista financeiro, seria vantajoso manter o contrato, uma vez que os juros do meu contrato são de 3,4% a.a. e as parcelas no inicio dos pagamentos podem passar do dobro do período do Curso em que o contratante estiver, no caso do Direito, 13 anos, mas a questão aqui é egocêntrica e não financeira.

Concluindo.

Essa postagem tá longe de uma dica financeira, mas quero expor que o pior do que não ter dinheiro, é tá devendo, a não ser que você seja um malandro que empresta dinheiro de geral, não paga e ainda se gaba de fazer os outros de trouxa, já pessoas como eu que procuram um vida justa, é uma perturbação ter muitas obrigações. Todos nó queremos está no positivo, está no zero é desmotivante mas está no negativo é depressivo. Quero é reverter esse quadro, deixar de ser muito consumidor e passar a ser mais produtor, agora os Bancos deverão para mim quando investir em CDB, o Estado deverá para mim quando investir em TD, em vez de só gerar lucro às empresas comprando seus produtos, quero ganhar parte desses lucros através da compra de ações kkkkkkkkkkkkk.

Ao terminar este mês estarei demonstrando atualização da minha carteira, já digo que as alocações não mudaram nada, estou com os mesmos ativos, agora resta verificar quanto se valorizaram, faz mês que não olho, só após negociação na Caixa poderei verificar a possibilidade de aporte em Agosto, mas Setembro promete.

Robin Williams, do céu, apoia minha causa e tatuou "homem livre" no peito para criar uma corrente, sim é esta a tradução.

Abraço do Norte e Boa Sorte.





















18 comentários:

  1. Bem-vindo de volta.

    Desejo bons investimentos.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  2. Verdade que você é gremista?

    ResponderExcluir
  3. Bem-vindo de volta, rapaz meu Notebook tbm pediu demissão, e esse mês vou acabar tendo um gasto para compra outro.
    Segue firme amigo, te desejo tudo de bom.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo apoio PE, sem pressa, pesquisa bem seu próximo aparelho, equilibre o custo benefício, boa sorte.

      Excluir
  4. Melhor coisa que você faz, ficar livre de dividas, será um peso a menos nas suas costas !!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pôe peso nisso kkkk, obrigado pelo apoio, abraços.

      Excluir
  5. Bem vindo de volta!

    Sucesso sempre!

    Abraços e sucesso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo apoio Steynd, sucesso para você também.

      Excluir
  6. Bem-vindo de volta, Lobo!

    E parabéns pela atitude. Solver todas as dívidas é o grande segredo pra começar a ter ótimos aportes e fazer o patrimônio crescer!

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo apoio, espero que isso alivie a tendência depressivo que carrego, abraço do norte.

      Excluir
  7. Essa é a melhor forma de começar, já mudando a forma de pensamento.

    Joesleys pqp hahahah

    Abraços e sucesso financeiro!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A mente tranquila é o meu maior desejo no momento, depois disso é uma carteira cheia. Sempre quando falamos em dinheiro no sentido de prejuízo ou gastos, colocamos após o valor um nome de alguma figura da corrupção brasileira (temers, dilmas, joesleys, etc) pra dá um humor durante a discussão rsrsrsrsrs

      Abraço do Norte e Boa sorte em seus investimentos.

      Excluir